Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ai de Mim

13
Mai18

A chorona foi ao ginásio (#1)

Ontem marcamos encontro e eu espero que não se atrevam a deixar-me pendurada :)

Fiquei de vos falar do meu dia e disse que gostaria de partilhar algo um pouco diferente para saber se também já algo semelhante tinha acontecido a alguém que estivesse desse lado.

 

Então, ontem deixei-me dormir mais um pouco. Já tinha reservado vaga para a aula de Body Balance das 12:15 pelo que estava “descansada”. Após acordar, tomar pequeno almoço e preparar tudo para a minha primeira aula dirigi-me para o ginásio.

Quando lá cheguei tive uma bela surpresa: encontrei um amigo/colega com quem estudei durante o 9.º ano. Bem se diz que o mundo é pequeno. Sabem aqueles pequenos instantes que nos enchem a alma, pois aquele foi um desses momentos. Cumprimentar o A. e abraçar uma pessoa que já não vemos há mais de 10 anos – como se o tempo não tivesse passado – é algo fantástico.

Ele lá me explicou um pouco como funciona o ginásio, fizemos algumas malhas de tricot para sabermos como tinham seguido as nossas vidas e depois ele teve que ir trabalhar e eu tive que ir para a aula.

 

E é agora que quero ser o mais clara possível, quero tentar explicar o que muitas vezes é inexplicável. Apesar de (a grande parte dos meus leitores) não me conhecer pessoalmente eu posso já adiantar que sou uma verdadeira chorona.

Mas por que motivo estou eu a relacionar as palavras “chorar” e “ginásio” num só texto? É que durante a aula de Body Balance, já na parte final, o instrutor fez ali uns instantes de meditação e quando dou conta tenho uma lágrima já a cair. Quando me apercebi que já outras vinham a caminho recusei-me a dar-lhes livre passe e impedi-as de passar. Mas quando cheguei ao carro voltaram a aparecer e aí, como já tinham avisado que o mais certo seria voltarem a visitar-me, não as reneguei.

Mas não me sentia mal, bem pelo contrário.

Hoje fiz uma aula de Pilates e também me senti calma… um estado de espírito zen (mas desta vez sem lágrimas).

 

A quem está desse lado já algo semelhante aconteceu?

É que é um pouco estranho, mesmo sabendo eu que sou de lágrima fácil.

Ainda gostava de me conseguir compreender.

6 opiniões

opinar sobre isto

Quem é esta?

foto do autor

acompanhem também aqui

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivo vivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D