Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ai de Mim

06
Ago18

Deitar cedo e cedo erguer...

Há uns tempos, enquanto queria brincar com o facto de ter azar ao jogo por ter sorte ao amor, surgiu a ideia de ir escrevendo textos sobre ditados populares.

(e agora está a surgir a ideia de alargar isto a ditados de todo o mundo, e não apenas portugueses)

 

Há um ditado que me acompanha desde pequenina e com certeza que acompanha muitos dos que por aqui vão passar os olhos. Não sei se este ditado continua a acompanhar os pequenotes da atualidade, mas quero acreditar que sim.

 

--

 

Ditado de hoje:

Deitar cedo e cedo erguer, dá saúde e faz crescer.

(Mães e Pais deste país, por favor digam-me que ainda dizem estas coisas aos pequenotes.)

 

Não sei se tenho 1,70m porque dormi muito ou se apenas tenho 1,70m porque deveria ter dormido mais.

Sou fã das horas de sono. Posso não me deitar muito cedo, mas pelo menos 7h tenho que dormir para não andar em modo zombie durante o dia.

Por isso, não sei se cresci o que seria suposto ou não e agora já é tarde para descobrir.

 

Devo confessar que quando me deito mais cedo e acordo mais cedo, a minha disposição é diferente (e não, não fico mais resmungona). Sinto-me com mais vida, os dias parecem durar mais, vejo mais luz do que escuridão e isso dá-me alegria.

Conheço quem se deite tarde e acorde cedo e quem se deite tarde e acorde tarde. Não critico, mas parece-me algo impossível, algo insustentável.

Como é que alguém pode ir dormir às 3h da manhã (por razões que não profissionais) e às 7h ou 8h já consegue estar fresco como uma alface e pronto para agarrar o novo dia?

E quem adormece às 5h da manhã e acorda às 4h da tarde... é demasiado. Para mim seria ver a vida a passar-me à frente dos olhos e eu num estado de apatia total. 

Sempre fui uma pessoa que prefere as manhãs em vez das noites. Lá está, à noite é para dormir. 

Se por algum motivo (inédito) vou a um jantar ou a um convívio que se prolongue até altas horas da madrugada, no dia seguinte ando perdida com o tempo. Fico sempre na dúvida se é sexta, sábado ou domingo - e garanto que nada tem que ver com ressaca.

Bem, minto. Já ouviram falar em ficar bêbedo de sono? Eu sou dessas almas que quando fica acordada até altas horas (e para mim, a partir da 1h30 já pode ser considerado "altas horas") fica com sintomas semelhantes aos de uma ressaca. Não me fica a doer a cabeça, mas ando com os olhos semi-cerrados, sinto o cérebro confuso, por vezes nem sei bem o que disse ou deixei de dizer. É o sono. E se alguém tem dúvidas sobre o poder do sono e da ausência dele, por favor acreditem no que escrevo.

 

Portanto, há que continuar a melgar os pequenotes, quando fazem birra para ir para a cama. Há que lhes lembrar que "Deitar cedo e cedo erguer, dá saúde e faz crescer." porque, na minha simples opinião, é um ditado que me parece ser bem real. E os adolescentes, pré-adultos, adultos e jovens de 3.ª idade também deveriam pensar seriamente no assunto. 

Ou talvez não. Cada um é como cada qual.

 

Sono

(imagem encontrada aqui)

 

Boa noite.

Language

4 opiniões

opinar sobre isto


• Porto, Portugal
• 28 anos
• Apaixonada por tudo o que faça pensar fora da caixa.

Quero acompanhar o blog de perto

acompanhem também aqui

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivo vivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D